12-03-2018

OUVIDORIAS TÊM CUMPRIDO SEU PAPEL

Canal é conhecido, mas ainda pouco usado pelo cidadão, aponta pesquisa.

 
 
Neste 16 de março, em que se comemora o Dia do Ouvidor, a Associação Brasileira de Ouvidores/Ombudsman completa 23 anos. Neste período tem se dedicado ao aperfeiçoamento profissional, ao fomento das ouvidorias e ao fortalecimento institucional desta atividade na área pública e na iniciativa privada.
 
As ouvidorias têm cumprido seu papel. Levantamento do Datafolha constatou que 73% dos cidadãos que interagiram com as Ouvidorias tiveram solução dos temas reclamados. O estudo, com abrangência nacional, foi realizado para a ABO Nacional há seis meses em 149 municípios, com amostra de 2.076 entrevistados.
 
O estudo comprovou que a taxa de conhecimento de ouvidoria é alta - dois em cada três brasileiros adultos (67%) já ouviram falar deste canal de comunicação, principalmente na classe A e entre os de maior escolaridade. Nesse público, o índice alcança, respectivamente, 82% e 90%.
 
A relevância desse canal de comunicação foi reconhecida  por  77% dos entrevistados que sabem sobre ouvidoria,  para os quais  este trabalho  é muito importante. 
 
Mas o desafio é fazer o cidadão utilizar mais este canal disponibilizado pelas empresas e área pública, já que a maioria (71%) nunca entrou em contato com alguma ouvidoria. Da parcela que já entrou em contato (29%), destacam-se os segmentos dos mais instruídos (52%) e da classe A (46%).
 
A ABO  Nacional é referência na formação de profissionais para ouvidorias, desde 1999, e já capacitou mais de 2.500 ouvidores que atuam principalmente nas áreas reguladas em que este canal é obrigatório, como teles, bancos, concessionárias de energia, seguradoras, operadoras de planos de saúde.
 
Para a presidente da ABO Nacional, Maria Inês Fornazaro, “falta às empresas privadas se conscientizar da importância desse canal de comunicação para aperfeiçoamento da gestão e investir mais na criação de Ouvidorias”.
 

 
 

Comentários