19-11-2018

Nas situações críticas o trabalho do Ouvidor é fundamental, defende ombudsman da ONU.

 


Francisco Espejo, ombudsman organizacional da ONU para a América Latina e Caribe, considera que é nas situações críticas como a existente atualmente na Venezuela, que os princípios de Ouvidoria como a neutralidade, independência, confidencialidade e informalidade assumem sua maior importância. “O ombudsman deve trabalhar protegido por esses princípios, e devemos garantir que existam condições legais e administrativas para que estejam lá”.
 
Para o ombudsman organizacional, que vem ao Brasil participar do XXI Congresso Brasileiro de Ouvidores/Ombudsman, em São Paulo, a ONU pode desempenhar um papel importante na promoção destes princípios.
 
Mas acima de tudo, considera que a Associação Internacional de Ombudsman(IOA) que congrega os profissionais da área, pode ser fundamental, fornecendo treinamento, apoio jurídico e denunciando situações que impedem o bom trabalho do Ombudsman Organizacional.
 
 
Francisco Espejo  abordará no Congresso, que será na quarta, quinta e sexta  ( dias 21, 22 e 23) em São Paulo, a sua prática de Ombudsman da Organização das Nações Unidas (ONU) para a América Latina e Caribe. São atendidos funcionários das Nações Unidas nesta região. A mediação é metodologia usada na resolução consensual dos conflitos que os funcionários da ONU têm entre si, ou com a organização. “É uma ferramenta muito poderosa, mas que exige muito menos do que seria de esperar”, observa. Este ano, foram abertos 228 casos, com apenas quatro mediações. O grau de sucesso das mediações é alto, os acordos são alcançados e cumpridos em cerca de 80% dos casos.
 
A IOA oferece uma grande variedade de cursos presenciais,  abrangendo desde os fundamentos básicos da prática  Ombudsman organizacional até cursos de especialização em áreas específicas da prática profissional, como o trabalho em grupo, coaching de conflitos, etc.
 
Também oferece webinars sobre uma variedade de tópicos de interesse e publicações digitais. A próxima Conferência Anual da IOA será realizada em Nova Orleans, nos dias 1 a 3 de abril de 2019. O evento oferece uma grande oportunidade para atualização de conhecimentos e experiências das atividades do ombudsman além de possibilitar importante networking com centenas de ouvidores, tanto dos Estados Unidos quanto de outras partes do mundo.
 
Para discutir sobre "Ouvidoria: Princípios e Valores da Democracia Participativa" estarão em São Paulo  ouvidores de todo o País. As inscrições ainda podem ser feitas pelo e-mail congresso@abonacional.org.br da Associação Brasileira de Ouvidores/Ombudsman promotora do Congresso.

No evento que anualmente reúne ouvidores de todo o País para troca de experiências e atualização, entre os destaques deste ano estará a apresentação do resultado da pesquisa realizada pela Universidade Cornell, dos Estados Unidos, com Ouvidorias no Brasil em comparação com dados norte americanos sobre ouvidorias e sistemas integrados de gestão de conflitos.
 
A abertura do congresso contará com a participação de Roberto Romano, Professor de Ética e Filosofia da Universidade Estadual de Campinas, que falará sobre Ouvidoria e Accountability – a responsabilidade como valor democrático.
 
Francisco Espejo, Ombudsman da Organização das Nações Unidas (ONU) para a América Latina e Caribe apresentará reflexões sobre a prática do Ombudsman nestes países .
 
Paulo Marzionna, doutorando da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, apresentará dados relativos à pesquisa sobre Ouvidorias Brasileiras realizada com o apoio da ABO e apresentará considerações sobre a prática americana.


As inscrições custam R$1070,00 (para associados) e R$1495,00 (não associado). O evento será realizado no Hotel Holiday Inn Anhembi, Rua Prof. Milton Rodrigues, 100, Parque Anhembi.
 
Confira a programação completa
 
21 de Novembro de 2018

19h30 – Confraternização Bar Brahma
(Oferecimento da ABO Nacional para todos os inscritos no Congresso)
Avenida São João, esquina com Avenida Ipiranga – Centro - SP
 
22 de Novembro de 2018

9h – Abertura Oficial
Maria Inês Fornazaro – Presidente da ABO Nacional

9h15 – Lançamento da 2ª Edição da Revista Científica da ABO
Luciana Bertachini – Diretora de Publicações da ABO

9h30 - Palestra Inaugural 
Professor Roberto Romano – Ouvidoria e Accountability – a responsabilidade como valor democrático
Professor de Ética e Filosofia da Universidade Estadual de Campinas – IFCH – UNICAMP

10h30 – Coffee Break

11h – Ouvidoria: Prática Internacional
Mediação: Adriana Eugênia Alvim Barreiro – Coordenadora de Relações Internacionais da ABO Nacional, Conselheira da ABO Nacional

Francisco Espejo – Introdução à International Ombudsman Association – IOA e reflexões sobre a prática do Ombudsman da Organização das Nações Unidas – ONU para América Latina e Caribe – Ombudsman da ONU para a América Latina e Caribe

Professor Paulo Marzionna - Ouvidoria e Sistemas Integrados de Gestão de Conflitos – Universidade de Cornell – EUA. Apresentação da pesquisa realizada com Ouvidorias no Brasil em comparação com dados norte americanos.

12h30 – (Intervalo para almoço)

14h – Valorização Profissional do Ouvidor: Conhecimento e Prática
Mediação: Humberto Vianna Júnior – Ouvidor Geral do Município de Salvador, Presidente da Seccional ABO – Bahia e Vice-presidente da ABO Nacional

Expositores: Gilberto Waller Júnior – Ouvidor Geral da União; Maria Lumena Balaben Sampaio – Ouvidora Geral do Município de São Paulo, Conselheira da ABO Nacional;
Carlos Ferrara – Advogado, Diretor de Ensino da Universidade São Camilo, Conselheiro da ABO Nacional

15h30 – Coffee Break

16h – Ouvidoria e Convivência Institucional – Talk show
Mediação: Lucia Helena Farias – Vice Presidente do Comitê de Ouvidorias da ABRAREC, Conselheira da ABO Nacional

Expositores: Vera Marta Junqueira – Psicóloga, Professora de Psicologia do Consumidor, foi Diretora de Estudos e Pesquisas da Fundação Procon – SP; Karla Júlia Marcelino – Coordenadora do Comitê de Ética da ABO – Pernambuco, foi Ouvidora Geral do Estado de Pernambuco, Conselheira da ABO Nacional; Mário Augusto Porto – Corregedor da Corregedoria Geral da Administração do Estado de São Paulo, Psicólogo, Professor da Fundação Armando Alvares Penteado – FAAP; Edson Luiz Vismona – Presidente do Conselho Deliberativo da ABO Nacional, Presidente do Instituto ETCO e do Instituto Brasil Legal.

Dia 23 de novembro de 2018

9h – 11h - Oficinas Temáticas – apresentação de artigos da 2ª Edição da Revista Científica da ABO e apresentação de moções.

1. OUVIDORIAS PÚBLICAS

Mediador: Marcos Luís – Presidente da Seccional ABO – Pernambuco

Artigo: Contribuição da Ouvidoria para a gestão do Estado do Ceará
Rossana Ludueña – Mestre em Planejamento e Políticas Públicas, pela Universidade Federal do Ceará.

2. OUVIDORIAS PRIVADAS VOLUNTÁRIAS

Mediador: Rui Maldonado – Presidente da Seccional ABO – Rio de Janeiro, Conselheiro da ABO Nacional

Artigo: Fundamentos da Bioética nas práticas das Ouvidorias
Luciana Bertachini – Diretora de Publicações da ABO e Doutora em Bioética e Ouvidoria pela Universidade São Camilo
 
3. OUVIDORIAS PRIVADAS NÃO VOLUNTÁRIAS (Sistema financeiro, seguros, planos de saúde, concessionárias)

Mediador: José de Ambrosis Pinheiro Machado – Presidente da Seccional ABO – São Paulo, Conselheiro da ABO Nacional

Artigo: A Evolução histórica das Ouvidorias: Da participação reivindicatória por melhoria nas políticas públicas ao empowerment dos cidadãos.
Dionísio Moreno Feres – Advogado, especialista em Direito do Consumidor, Mestre e Doutorando em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP
 
4. OUVIDORIAS ORGANIZACIONAIS

Mediador: Danielle Ventura Barreiros de Sousa – Presidente da Seccional ABO – Distrito Federal, Conselheira da ABO Nacional

Artigo: Diversidade e equidade de gênero nos institutos de ombudsman e ouvidoria no Brasil. É uma realidade?
Elaine Regina Terceiro dos Santos – Superintendente de Ouvidoria da Atento, Mestranda em Educação Sexual pela UNESP

5. OUVIDORIAS DO JUDICIÁRIO E MINISTÉRIO PÚBLICO

Mediador: José Valdo Silva – Presidente da Seccional ABO – Ceará, Conselheiro da ABO Nacional

Parceria na prevenção e combate ao assédio moral. Relato de experiência na UFGD / UFSCAR
Ariane Rigotti – Ouvidora Geral da Universidade Federal da Grande Dourados – UFGD
Silvana Perseguino – Ouvidora Geral da Universidade Federal de São Carlos – UFSCAR, de 2014 a 21017, Doutora e Mestre em Ciência e Tecnologia pela UFSCAR

11h – Coffee Break

11h30 - Apresentação Dos Relatos e Moções das Oficinas - 10 minutos cada oficina

Mediação: Vivian do Carmo Bellezzia – Presidente da Seccional ABO - MG

12h30 – Intervalo para almoço

14h0– Assembleia e definição da próxima sede do Congresso ABO

Mediação: Claudio Montoro Puglisi – Ouvidor do SEBRAE – SP, Conselheiro da Abo Nacional

14h30 – Reunião da Diretoria com os Presidentes de Seccionais e Associados

Mediação: Edson Luiz Vismona – Presidente do Conselho Deliberativo da ABO Nacional

16h – Encerramento

Comentários