25-04-2019

Troca de ombudsman na Folha de S. Paulo


A jornalista Flávia Lima será a nova ombudsman da Folha de S. Paulo, a partir de Maio, inicialmente para um mandato de um ano, com direito a renovação em comum acordo com a direção de Redação. Ela será o 13º profissional a ocupar a função desde sua criação em 1989.
 
A jornalista, de 44 anos, é formada em Ciências Sociais pela USP e em Direito pelo Mackenzie. Ela é repórter da editoria de Mercado. Em entrevista à Folha de S. Paulo ela disse que a missão de zelar pelos interesses dos leitores é particularmente desafiadora atualmente, em decorrência da acelerada transição dos jornais para plataformas digitais. "O perfil dos leitores está mudando rapidamente, ampliando sua diversidade e seu nivel de exigência", destaca.

Paula Cesarino Costa, a atual ombudsman está no cargo há três anos e assumirá a recém-criada editoria de Diversidade.

A Folha foi o primeiro jornal a instituir a função e inicialmente o mandato era de um ano com direito a uma única renovação. Posteriormente foi expandida para até três renovações com até quatro anos de mandato. O ocupante do cargo tem estabilidade de mais seis meses após deixar a função.

Cabe ao ombudsman receber, investigar e encaminhar as queixas dos leitores; fazer a crítica interna do jornal e na coluna dominical comentar sobre os meios de comunicação e em especial sobre o próprio jornal.

Comentários